Ecologia 22/10/2012

Foto: divulgaçao

INEA aumenta fiscalização contra crimes ambientais.


Unidade de Polícia Ambiental (UPAm) da Reserva Ecológica da Juatinga, em Paraty.


O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) inaugurou na sexta-feira (19) a Unidade de Polícia Ambiental (UPAm) da Reserva Ecológica da Juatinga, em Paraty. Com 22 agentes, quatro viatura e embarcações, a unidade vai combater crimes ambientais como invasões em áreas de preservação permanente (APP), caça de animais silvestres e extração ilegal de palmito na unidade, que protege áreas de costões rochosos, restinga, mangue e vegetação de Mata Atlântica.
 
O superintendente regional da Baía de Ilha Grande, Julio Avelar, representou a presidente do Inea, Marilene Ramos, durante o evento. Além de destacar a importância no reforço da fiscalização, ele também agradeceu o apoio de organizações não-governamentais para a ação do Inea na região.
 
Reserva ecológica de Juatinga
 
Criada em 1992, a Reserva Ecológica da Juatinga tem área de cerca de oito mil hectares e protege remanescentes florestais da Mata Atlântica, restingas, manguezais e costões rochosos. A fauna inclui animais característicos da mata pluvial, como a paca, a cutia, o tatu, o porco-do-mato, o tamanduá e felinos de grande porte, além de já ter sido identificada a ocorrência do primata mono-carvoeiro. A região também é marcada pela presença de comunidades tradicionais caiçaras.
 
Terceira UPAm do estado
 
Esta é a terceira UPAm criada pelo governo estadual. As duas primeiras atuam nos Parques Estaduais da Pedra Branca, no Rio de Janeiro, e do Desengano, em Santa Maria Madalena, cada uma das quais também com 22 agentes e viaturas.

Desenvolvimento: PWI

© 2011 A janela de Paraty. Todos os direitos reservados.