Social 14/10/2014

Agito Paraty.


Maninha Mani no MIMO. Veja as fotos.


Em seu segundo ano em Paraty, o “Festival Mimo”, mais uma vez ocupa as igrejas e casarios coloniais do centro histórico, para fomentar a primeira e a sétima arte (música e cinema), além de proporcionar , uma série de oficinas que aproximam os grandes nomes de seu público.

 

Os concertos apontam tendências contemporâneas que mesclam o clássico, o popular e o tradiciona  como no show do nigeriano Seun Kuti & Egypt 80, que além de extraordinária combinação sonora, suas músicas discutem também os problemas do Continente Africano , (um dos concertos mais comentados do dia 11)

 

Para os mais boêmios, shows, “Off MIMO”, formados por amantes da música, embalavam turistas e moradores, com um repertório recheado de brasilidade somada a muita animação e empolgação foi possível ver os primeiros raios de sol sobre as eiras e beiras com o mesmo entusiasmo de que se começou. Parabéns a esses anônimos artistas!!

 

Não apenas de música o MIMO nos presenteia, os filmes, curtas e documentários que gratuitamente podem ser assistidos antes de estrearem no circuito, resgatam sempre de forma coesa e substancial os mais variados cenários brasileiros, com personagens reais resgatando a memória musical de um Brasil às vezes desconhecido do grande público.

MIMO 2014, a linguagem visual engendra a comunicação direta com a música, evocando nomes como Dominguinhos, Tom Jobim e diretores como Nelson Pereira dos Santos.

Este ano a poesia também marcou presença forte nos “Fóruns de Ideias”, estimular a estética do público por meio desta arte foi exequível, quando se tem Nicolas Behr com a sua formidável “poesia dos não alinhados” e uma “Chuva de Poesia” do curitibano Paulo Leminsky que aconteceu na Igreja da Matriz.

 

Pelo que percebemos, o MIMO veio para ficar, estamos inebriados com as notas que nos deixaram, porém ansiosos para o terceiro ano, a recolonização é iminente, mas que desta vez seja escrita com muitos símbolos grafados em pautas de cinco linhas.

* o texto teve contribuição do sociólogo braz junior, ex morador de paraty e frequentador assíduo.  


Galeria de Fotos

agito paraty

agito paraty

Foto:

agito paraty

agito paraty

Foto:

agito paraty

agito paraty

Foto:

agito paraty

agito paraty

Foto:

agito paraty

agito paraty

Foto:

agito paraty

agito paraty

Foto:

agito paraty

agito paraty

Foto:

agito paraty

agito paraty

Foto:

agito paraty

agito paraty

Foto:

Desenvolvimento: PWI

© 2011 A janela de Paraty. Todos os direitos reservados.